O seu tempo é seu

O bem mais importante que temos é o tempo. O tempo é inexorável. Tem data de validade. Falar sobre o tempo desta maneira, logo no comecinho do ano pode causar um certo desconforto. 

Como diz a música de Lulu Santos, “E não há tempo que volte, amor, vamos viver tudo o que há pra viver…”, podemos ver o tempo de uma outra forma. 

O tempo é valioso. e temos a capacidade de tirar o maior proveito dele. O meu tempo só pode ser vivido por mim. Que decisões posso tomar para potencializá-lo? Quais as melhores escolhas que posso fazer para viver minha vida dando sentido e significado para cada dia?

Acredito que o auto conhecimento seja uma boa resposta. Aquelas perguntas que me levam a pensar em meus objetivos e nas coisas que gosto de fazer, que sei fazer. O que quero aprender e talvez ensinar. Reconhecer e potencializar minhas habilidades para fazer valer cada momento.

Com o ano novo, essa reflexão se torna ainda mais importante, considerando a enxurrada de promessas que são feitas à nossa volta. Por isso, reuni três dicas práticas que acredito serem essenciais de como entender, contar e cuidar do tempo para que conseguirmos concretizar o que estamos buscando.

Entender o tempo: planejar o tempo de forma realista avaliando bem o que cabe na agenda e o que vai ficar de fora. É inútil colocar tarefas demais e não dar conta do recado. Por outro lado, saber escolher em quais atividades me engajar, aquelas em que mais posso contribuir, vai trazer mais alegria ao meu dia a dia.

Contar o tempo: é muito interessante percebermos quanto tempo leva para fazer uma determinada atividade. Às vezes imaginamos que a duração de uma tarefa é de 30 minutos, mas na realidade ela dura 10. É uma boa surpresa! Vale a pena marcar no relógio as tarefas mais rotineiras e perceber quanto tempo necessito para realizá-las.

Cuidar do tempo: dois vilões ingratos e que fazem escoar o tempo sem que percebamos são as interrupções e as distrações. Não acredito que seja possível eliminá-los hoje em dia, mas tenho certeza que se prestarmos atenção é possível, pelo menos, minimizá-los. Para diminuir as interrupções, informe as pessoas que você estará ocupado em determinado período; para diminuir as distrações é necessário um grande auto-controle, além de concentração e foco. 

Vamos viver tudo o que há pra viver, aproveitando o tempo com consciência e habilidade e fazendo o possível para as boas ideias se realizarem.